Intranet Facebook LinkedIn (11) 5525-9777
09/03/2020
  • Share Buttons

  • Share Buttons

  • O detalhe da Lubrificação de Confiabilidade está no filme lubrificante!

    Primeiro, vamos falar um pouco sobre o que causa avaria e desgaste no equipamento. Um fabricante de rolamentos declarou que “os rolamentos podem ter uma vida útil indefinida quando as partículas maiores que a película lubrificante são removidas”, o que significa que a remoção de partículas abrasivas evitará o desgaste dos mesmos.

    Em um rolamento com uma boa espessura média de filme de lubrificação, as superfícies metálicas são separadas. A espessura média dessa separação ou filme é muito pequena, cerca de um vigésimo da espessura de um cabelo humano.

    A analogia é que, quando uma partícula de 50 mícra de contaminação extremamente dura passa pelo rolamento, é como dirigir seu carro por uma rocha de 1 metro de diâmetro. Quando há contaminantes abrasivos no óleo e eles são maiores em tamanho que o filme lubrificante médio, então o desgaste abrasivo em três partes começa a acontecer. Isso então leva à deterioração da superfície, que é um processo que pode levar à falha catastrófica.

    Uma boa espessura média do filme de lubrificação em uma máquina ou componente é o resultado de um lubrificante operando com uma viscosidade efetiva. Supondo que a viscosidade correta do lubrificante tenha sido selecionada no primeiro caso, se o óleo for mantido limpo (o que significa que há um nível muito baixo de partículas abrasivas nele e não há degradação da composição química do óleo), então o lubrificante fará o trabalho, que é fornecer uma espessura média do filme de lubrificação que separará os componentes metálicos e eliminará ou reduzirá o desgaste.

    As alterações de viscosidade são o resultado de degradação do óleo, contaminação ou ambos. A oxidação do óelo é uma das principais causas de uma alteração na viscosidade, pois inicialmente causará um aumento da viscosidade e, à medida que a oxidação aumenta, a viscosidade começará a diminuir para um nível perigoso. A diminuição da viscosidade de um lubrificante é o efeito mais perigoso para a confiabilidade de qualquer componente, pois pode levar à ruptura do processo de geração de filme lubrificante e aumentar o potencial de desgaste.

    O objetivo deste artigo não é entender a química de todos os fatores que afetam a capacidade dos lubrificantes de realizar seu trabalho, pois essa é uma discussão mais abrangente, contudo é sobre como entender o que devemos fazer para reduzir custos e aumentar a disponibilidade de máquinas com simples mudanças na lubrificação.

    Abaixo estão cinco pontos-chave a serem considerados nos esforços para usar a confiabilidade na lubrificação como uma estratégia para melhorar a confiabilidade do equipamento:

    1. O filme lubrificante é o que garante a separação das superfícies metálicas, evitando assim o desgaste e reduzindo o atrito.
    2. Quando o óleo estiver contaminado com partículas duras maiores em diâmetro do que a espessura média do filme lubrificante, ocorrerá desgaste abrasivo em três partes, levando também a desgaste e aumentos no atrito.
    3. Alterações químicas do lubrificante causada por contaminação de água, por exemplo, também afetam a viscosidade.
    4. Deve haver processos para garantir que um baixo nível de contaminação esteja presente no lubrificante em operação.
    5. Deve haver processos para medir a contaminação do lubrificante em operação.

     

    Por: Leonardo Cardoso

     

     

    Voltar

    Fale Conosco

    Tire suas dúvidas ou solicite um orçamento.