EnglishPortuguese

Descubra a Origem de mais de 50% das Falhas em Rolamentos

por | jul 20, 2017 | Blog

Os rolamentos tem como propósito reduzir o atrito e suportar cargas radiais e axiais e são utilizados nas mais variadas aplicações industriais, tanto em movimentos rotativos quanto lineares. Fica claro a importância dos rolamentos e que sem eles inúmeras máquinas e operações seriam inviáveis. Pena que os rolamentos não recebam essa mesma atenção quando o assunto é manutenção.

A manutenção inadequada dos rolamentos pode resultar em mau funcionamento, aquecimento, baixo desempenho, paradas não programadas ou até mesmo ocasionar a quebra do rolamento e de outras partes da máquina e consequentemente, elevados custos operacionais.

Abaixo podemos observar um gráfico das principais causas de falhas em rolamentos:

Um bom sistema de lubrificação pode resolver mais de 50% das causas de falhas em rolamentos, uma vez que um sistema de lubrificação bem dimensionado reduz a possibilidade de contaminação dos rolamentos.

A seguir vamos apresentar algumas falhas em rolamentos ocasionadas por lubrificação inadequada:

DESCASCAMENTO: Superfícies do rolamento começam a descascar.

Relação com Lubrificação: Falta de lubrificação, lubrificação inadequada ou lubrificante contaminado.

TRINCA E QUEBRAS: Em casos de descascamento localizado, podem também aparecer trincas e quebras.

Relação com lubrificação: Método inadequado de lubrificação não corrigido, em caso de descascamento, pode ocasionar trincas e quebras.

Quebra de rolamento decorrente de falha por descascamento.

Trincas formadas por interferência de lascas.

TRAVAMENTO: Rolamento aquece excessivamente e trava.

Relação com lubrificação: Falta de lubrificação ou lubrificação inadequada.

GAIOLA DANIFICADA: Partes do rolamento quebram e danificam a gaiola.

Relação com lubrificação: lubrificação inadequada resulta em aumento da temperatura e também na quebra de partes do rolamento.

MANCHAS E ASPEREZAS EM SUPERFÍCIES: Depósito de impurezas tornam as superfí­cies ásperas e abrasivas.

Relação com lubrificação: Tipo e método de lubrificação inadequados.

OXIDAÇÃO E CORROSÃO: Superfí­cies do rolamento oxidam.

Relação com lubrificação: Lubrificante de má qualidade ou contaminado.

ESCORREGAMENTO: Esferas ou rolos do rolamento escorregam ao invés de rolarem.

Relação com lubrificação: Excesso de lubrificação.

Quando estamos dimensionando ou especificando um sistema de lubrificação, é importante considerar alguns fatores como, o tipo de lubrificante, tipo de filtro, quantidade, frequência e confiabilidade com a qual o lubrificante é aplicado.